segunda-feira, dezembro 28, 2009

estou inteiramente feliz, há flora tão bonita,os cabelos lisos marrons e enormes,macios.
há Fausto e há tanta beleza na liberdade mesmo que apenas sonhada, não é mesmo?
há tantos meninos tratando meninas de qualquer jeito,eu já disse que poderíamos ser de alguma forma Jane e a vida ficaria mais amarga com tanta sensatez,querida. Há piscinas cachoeiras rios mares pelo mundo todo afora e em Minas Gerais as coisas só parecem paradas nos bairros distantes do barulho mas as pessoas estão todas tão gritantes por dentro que chega a ser quase um absurdo tanto surto silencioso. alguém me disse que se vingaria SE umas coisas fossem de um jeito e outras de outro, eu sincerimente te digo, não é lá o meu forte esperar que o telefone toque porque A VIDA É agora e tenho sabido,


-buenos aires vai ficar PRUma próxima,

domingo, dezembro 20, 2009

eis-me aqui, um interior brutal
um exterior exposição de orquídeas
um passear no parque domingo de tarde e a família,
pensando coisas do natal.
e capivaras acostumadas
com toda a presença humana.
eis-me aqui, inteira céu
desintegradamente do mundo todo,
que se espalha e não lembra que finge
que aristides klafke jamais saberia na década de 50,que estaria sendo tanto.

segunda-feira, novembro 09, 2009

seis de outubro,napoleão de barros. Baudelaire me olhando,olheiras fundas,apoia-se na janela, o sol nem tão nem pouco escaldante. Havemos de encontrar chás de jasmim quando sonhamos casas litorâneas em outros estados seja de consciência ou geográfico.
há tanto mistério e tenho a impressão de pouco saber sobre tudo isto que tem me rodeado -
Querido,há a sua e a nossa juventude pulsando pelo incerto e pelo duvidoso. Há você e os números, há eu e tudo isso. Nosso ou seu silêncio torna-se o nosso maior abismo.!
Querida, se prometemos disfarçar a distância não há papel-dinheiro que nos possa entristecer,meu coração é tão maior que qualquer km em grande extensão torna-se bobagem.

quarta-feira, agosto 26, 2009

há voce, que é o menino de todos os meninos. são 14 e 30 em ponto. ligo na vitrola king crimson beat que foi você quem me aplicou. quais são todas as sensações todos os pensamentos todas as coisas de tudo isso, você me pergunta, eu aérea, fora de tudo o que é realidade e presente e como deveria ser, estou emaranhada em mim mesma, embaralhada em tudo o que me faz ser eu, a gente conversou eu disse olha isso de valores conceitos verdades é tão relativo tão depende de onde de quando de porque será de qual maneira olhar as coisas. estou nesta cidade, cheguei dia 21 de janeiro de 2009, há muito aqui, mas há tanto em todos os lugares existentes, goiânia uberlândia belo horizonte governador valadares mamãe e todos os ditos amigos estão por aí fingindo realidades para as suas próprias vidas, querido, há king crimson beat na vitrola e há um cachorro triste no quartinho, você sabe que há também muita tristeza nisto tudo, não sabe? sonhei muitas pessoas e dormimos deitados em lençóis pretos e vermelhos e azuis e poderíamos dormir em qualquer lugar mas há amor? promessas dizeres beijinhos suspiros e eu te dizendo que há o meu corpo que não corresponde o que nós dois gostaríamos de compartilhar não é mesmo, você disse estou de bandeja e segurou o prato de salada para metaforizar o estar de bandeja pra mim, estar todo inteiro imenso sendo meu e eu será que sou de fato alguém capaz de aguentar o peso de ouvir king crimson beat Às 14:37 de 26 de agosto de 2009 aqui na Avenida General Olímpio e achando que contudo preciso decorar todos os ossos do corpo humano, verdade.

domingo, abril 26, 2009

existo?

se sou um galo
coma-me inteiro.
coma primeiro os meus pés
pois faiscaram
raspando terra e cascalho.
coma-me nero
torrando os bicos.
Ponha minhas asas
na esteira lisa
do teu conflito.
Deita-me despedaçado
ao teu lado.
Coxas austeras
pra tua goela.






Hilda e eu caminhando contra o vento...

terça-feira, abril 07, 2009

se eu puder dizer qualquer coisa como pontos verdadeiramente energéticos em que me proponho e que as coisas,quando pensadas de maneira necessariamente positivas ousam acontecer, e se são treze e quarenta e duas da tarde de segunda-feira, estou de marrom e pensei em você os três dias anteriores seguidos,dostoiévski disserta sobre assuntos ditos densos e é só terça quase uma da manhã que eu descubro que você divaga tão densamente quanto os russos sobre qualquer coisa que seja cinema ou a inacabável guerra na palestina,sim,eu sei que uma coisa é propriamente conectada com a outra já que comunicada através de. te vejo no ônibus,ainda é segunda e o vermelho destas letras é ainda muito claro perto da sua camiseta cor sangue. eu não quero parecer poesia quando o caos está dentro de qualquer lugar em que eu me proponha a ir, já que a cidade está louca,doente,suja e Caio só deixou palavras frases textos de tanta dor ou será que é verdade isto de pensamentos lineares impostos? penso nas praias existentes em todo o litoral do mundo inteiro enorme ovo imenso. davi simja octávio
rio de janeiro estolcomo espírito santo e eu são paulo quase detestável de tantas possibilidades
mamãe dizia: -o mundo acontece mais com amor apesar do tudo isto feio que te assimilam enquanto vida, eu sinceramente acho que essa coisa de sinceridade é um negócio bem suspeito porque se você encavala as palavras,automaticamente encavala-se pela vida. ontem comprei chicletes e não quero mais saber o que os naturalistas dizem sobre úlcera ou qualquer coisa relacionada ao desequilíbrio crônico disfuncional gastrointestinal da puta que nos pariu. repetindo maré às 00:23 de um mÊs qualquer do ínicio de 2006:
"eu não sei nada,aquém das minhas inutilidades, e me desespera ser para o mundo o que freud escreveu"

quinta-feira, fevereiro 19, 2009

eu andei pensando que se essa banheira fosse maior ou se eu fosse menos tímida, eu andei pensando que se os dias fossem mais longos ou se você estivesse menos ocupado, eu andei pensando quem sabe você aparece num domingo que é o meu dia preferido e qualquer coisa lá fora esteja acontecendo como chuva mas a gente aqui dentro esteja pensando em alguma coisa que não importe lá fora assim como lá fora é independente de que a gente pense que se,de alguma maneira eu andar pensando que você é mesmo um personagem tão belo e tão poesia como os de bertolucci e enquanto isso eu escuto o que você toca/canta com outras pessoas muito antes de mim e porque será, eu pensei, porque será que você apareceu numa quinta feira meio solitária e hoje denovo quinta feira e você apareceu,mas não tão solitária. tá, tô pensando agora então gosto docê inteiro, te falo? (além do sentimento, estas são frases em construção.)